Entrar

A Academia Brasileira de Medicina de Reabilitação é uma confraria científico-cultural semelhante em estrutura e organização às congêneres existentes no país, mas diferente no que concerne à filosofia, que reconhece e confere ao médico de qualquer especialidade a condição de atuar diretamente ou contribuir para a reabilitação de seu paciente. Esta distinção, que é peculiar à entidade, baseia-se no conceito de Howard Rusk, exposto em 1958 em sua obra Medicina de Reabilitação.

 

Postulado da Academia

A prática da reabilitação baseia-se na crença filosófica de que a responsabilidade do médico ou de qualquer especialista não termina quando a doença é vencida ou completada a fase cirúrgica; só termina quando o indivíduo volta a viver e a trabalhar com o que lhe restou de suas capacidades (Howard Rusk).

Todo médico é um reabilitador.